segunda-feira, 30 de maio de 2011

9

Prepare-se para a amamentação

Pergunte-me, o que é mais difícil ao se tornar mãe, que eu te respondo, AMAMENTAR!
E sinceramente, não acho que deveria ser assim, não sei por que esse é um assunto não comentado no pré-natal (no meu pelo menos não foi!) imagino que na maioria das novas mamães não é, porque se não, não teríamos tantas mães sofrendo com a amamentação!
Sei que alguns médicos têm medo de tocar nesse assunto e assustar as futuras amamentadoras, minha antiga GO pelo menos era assim! Meu outro GO que era excelente nem tocou no assunto!
É aquela velha história "ninguém me avisou!" mas porque?
Se isso fosse tratado desde do primeiro Pré-Natal, acompanhando, ensinando, ajudando, mostrando logo no início as dificuldades que podem ocorrer e assim já explicando como proceder, muitas não sofreriam tanto.
Eu tive muita dificuldade, mas eu realmente não sabia que o seio machucava, que sangrava, que doía! Lógico que algumas pessoas comentam com a gente durante a gestação, e passamos a ter uma "ideia" de como é, mas nunca é como imaginamos.
Como saberia que existem tipos de mamilos? Mamilo pra mim até então era apenas "mamilo"!
Então, fiquei conhecendo o Mamilo invertido e o Mamilo normal! Ok, o meu não é invertido, então é normal, ledo engano, por que existe mais 1 tipo de mamilo, ou seja, um tipo de não-mamilo, o mamilo plano, quando nem é grande e nem é pra dentro, e para minha surpresa que esse era o meu!
Se o médico no meu pré-natal, tivesse me avisado, visto o meu tipo de seio, já saberia que esse mamilo traria dificuldades na amamentação, teria me explicado, me avisado, e assim, não teria passado tanta dificuldade.
Então deixo esse aviso para as futuras mamães, peçam para seus obstetras lhe informarem logo o que você pode fazer desde já para facilitar na mamada, e o que você pode fazer quando estiver amamentando e surgir as dificuldades.
Existem as mamães sortudas que nunca tiveram problema na hora de amamentar, mas saibam, que a maioria das mamães, tem dificuldades, e se vêem perdidas nessa hora, então, o que custa se manter informada logo de agora?

Para facilitar as coisas, coloco as imagens dos 3 tipos de mamilos:

Mamilo Protruso: mamilo normal, elástico, de fácil pega e sucção, ideal para amamentar, o semi-protruso é menor que o Protruso, mas também fácil de amamentar.

Mamilo Plano: Situa-se no mesmo nível da aréola, pouco elástico, dificultando a pega e sucção. Neste caso a pega faz-se manualmente.

Mamilo invertido: invertido Inversão total do mamilo, ocasionando seu desaparecimento. É de difícil pega e sucção, exigindo da mulher muita paciência.
Lembrando que todos os tipos de mamilos DÃO PARA AMAMENTAR, por favor futuras mamães, a única coisa que quero com essa postagem é que vocês não precisem sofrer na hora de amamentar, pois quando sabemos que algo pode acontecer, lidamos com mais calma, e é somente disso que se precisa nesse momento.

O tipo de seio não atrapalha na amamentação!
Alguns tipos:

Existem técnicas que você pode executar caso seu mamilo não seja o melhor para a amamentação, converse com seu GO, e esteja preparada para dar ao seu bebê o melhor alimento que ele pode ter, o leite materno.
Fontes: Gestante Saudável e Mamas e Mamilos


9 comentários:

  1. Que post super educativo!! Adorei!!!
    Graças a God eu não tive nenhum problema com a amamentação, mas sei que fui premiada!!!

    Acho que a informação é muito importante para que a mãe não desista de amamentar, afinal é um momento único entre bebê e mamãe!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu tambem Sandra nunca tive problema algum em amamentar, e olha que me preparei fazendo ele calejar,e morria de medo pelo que falavam,mas graças a Deus não tive problemas e nem dor...

    Mais adorei o post, pois na gravidez ninguem nunca me explicou isso,foi sorte não ter sofrido.

    Beijinhosss.

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu post Carol.
    Nas primeiras semanas meu mamilo rachou.
    O que eu fiz durante a gestação e que me ajudou muito, foi o curso de gestante oferecido pelo meu plano. Lá, aprendi muito sobre a preparar o mamilo e como seria a amamentação.
    Nessa parte, meu GO também sempre me orientou.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho um mamilo protuso e o outro plano é mole? Claro que no protuso é muito mais fácil amamentar, porém não desisti do outro e com a ajuda da concha de amamentação consigo amamentar bem nos dois!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post Carol...parabéns!
    Eu tenho um mamilo invertido, e o outro é protuso, estou com 39 semaninhas, só esperando meu Davi nascer, e já tenho feito bastante exercícios orientados pelo meu GO para amamentá-lo sem sofrimento.
    Obrigada pelo post, ira ajudar muito as mamães que assim como eu ficam com medo do período da amamentação, pensando mil e uma bobagens...rs

    Beijos,
    Sara £ Davi

    ResponderExcluir
  6. Eu sou igual a Cyy kkk um mamilo protuso e um quase plano, mas a concha de amamentação foi a salvação da lavoura e amamento normalmente nos dois, mesmo com o Erik preferindo o protuso (espertinho, não) eu insisto e ele mama no outro tb.
    bjão

    ResponderExcluir
  7. Mesmo com a preparada dos seios meus bicos chegaram a ter rachadura...Não foi tão feia e uma pomada que minha Go me deu (amostra gratis)depois deu ter em uma consulta perguntado sobre o assunto, foi o que me ajudou muito...Mas realmente faltam informar pras gestantes que amamentar as vezes se torna tarefa muito dificil...

    ResponderExcluir
  8. Ótimo, Carol! Eu não tive rachaduras (viva Lanidrat abençoada!) e, mesmo com mamilos quase planos, os bicos de silicone resolveram! Contudo, meu leite só desceu no 6.º dia após o parto. E isso foi um problemão. Eu NUNCA havia ouvido falar a respeito. E olha que eu li MUITO durante toda a gravidez. É importante demais que esse assunto seja mais abordado durante o pré-natal.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  9. Carol o meu também é plano! Mas a pega de Isabel foi muito boa. Os muitos problemas que tivemos foram:
    1. O refluxo e sempre que mamava tinha que ficar em pé no meu braço por, no mínimo meia hora, pra tentar evitar que vomitasse. Mas, muitas vezes acabava vomitando.
    2. A necessidade que ela tinha de mamar o tempo inteiro (hoje acho que era necessidade de sucção e um chupeta resolveria). Mas, a pediatra me dizia pra não dar pepeta, pois atrapalharia a amamentação. E isso me deixava exausta. Quando mudei de pediatra, já era tarde!
    3. O meu cansaço. pois não tinha família pra me ajudar e resolvi ser a super mulher e não contratei babá! Isabel exigia demais, sempre foi exigente, e eu não tinha tempo pra dormir. um dia dormi amamentando, e por um milagre ela não caiu no chão!
    4. A alergia ao leite. Eu não podia comer nada que tivesse leite ou derivados. Eu passei muita fome!!
    5. A dificuldade dela ganhar peso. E a cobrança de todos pra dar leite de soja. E minha insegurança de deixar a menina morrer de fome!!
    Desculpa o livro, amiga!! Mas me emploguei!!
    Bjos!!
    Juliana Almeida
    www.blogdabebel.com.br

    ResponderExcluir